O setor de alimentos orgânicos do país vai contar com três milhões de reais para assistência técnica e capacitação de produtores. Foi que anunciou, nesta segunda-feira, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, durante o lançamento da campanha “Alimento Orgânico: Sabor e Saúde em sua Vida”.

A iniciativa, que está em sua décima edição, busca, a cada ano, discutir os estudos, práticas e experiências de produtores, técnicos, acadêmicos e representantes do governo em relação aos alimentos orgânicos no país.

A principal diferença do cultivo desses alimentos é a não utilização de produtos químicos, como os agrotóxicos como explicou o produtor de orgânicos do Distrito Federal, Cesar Salgueiro.

A campanha do Ministério da Agricultura também quer ajudar a população a identificar esses alimentos nas feiras e supermercados. A titular da pasta, ministra Tereza Cristina, ressaltou que existe ainda uma preocupação com a segurança da procedência dos produtos orgânicos.

A produção de alimentos orgânicos cresceu 30% em 2020, segundo dados da Associação de Promoção dos Orgânicos. De acordo com o Ministério da Agricultura, o aumento de produção, consumo e procura por alimentos cultivados e processados de forma mais sustentável movimentou cerca de R$ 5,8 bilhões no mercado nacional.

A pasta informou ainda que o número de produtores orgânicos no Brasil cresceu mais de 10% desde janeiro do ano passado.

Publicado em 12/07/2021 – 21:26 Por Kariane Costa, Repórter da Rádio Nacional – Brasília

Edição: Bianca Paiva/ Beatriz Arcoverde